REVISTA
 

 
 
Trabalho emocional em cuidados de saúde: uma revisão scoping
Diogo, Paula , Departamento de Enfermagem da Criança e do Jovem, Escola Superior de Enfermagem de Lisboa
Mendonça, Taís, ui&de, Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte
Resumo
O conceito de trabalho emocional é investigado em cuidados de saúde por várias áreas
disciplinares, mas em diferentes perspetivas. A finalidade desta revisão scoping é identificar e sistematizar a
produção científica disponível nas ferramentas eletrónicas de pesquisa, sobre o trabalho emocional em cuidados de
saúde, não só quanto à distribuição das publicações, mas também quanto às áreas da saúde que têm contribuído
para a evolução e operacionalização do trabalho emocional, e quanto à sua conceptualização. De acordo com
metodologia de Arksey & O’Malley (2005), identificou-se inicialmente os termos de pesquisa após o que se realizou
uma pesquisa extensiva, nos motores de busca EBSCOhost com acesso às bases de dados CINAHL, MEDLINE e
ainda no Google Scholar, JBI e Scielo, na base de dados bibliográficos da Biblioteca Nacional de Medicina dos EUA
(PubMed), na plataforma ScienceDirect e ResearchGate e, ainda, no Repositórios Científicos de Acesso Aberto de
Portugal (RCAAP), tendo-se obtido 136 publicações para revisão, nas quais predomina a literatura científica (n=114). A
Enfermagem é a área da saúde com mais publicações. Quanto à conceção de trabalho emocional identificou-se três
enfoques: autofocado; foco no cliente, no profissional e na relação; e foco no cliente. Existem lacunas significativas
na investigação qualitativa e quantitativa, incluindo mix studies, em todos os grupos profissionais de saúde em
contexto comunitário, e quanto a modelos conceptuais e clínicos de trabalho emocional.
Palavras-Chave
Emoções, Trabalho Emocional, Profissionais de Saúde, Cuidados de Saúde, Revisão Scoping
Abstract
The concept of emotional labor is investigated in healthcare by various disciplinary areas, but in
different perspectives. The purpose of this scoping review is to identify and systematize the scientific production available
in research database about the emotional labour in healthcare, not only regarding the distribution of publications, but
also the areas of health that have contributed to the development and operationalization of emotional labour, and its
conceptualization. According to the methodology of Arksey & O’Malley (2005), were initially identified the search terms,
later undertook an extensive research on EBSCOhost with access to the CINAHL, MEDLINE databases, Google Scholar, JBI
and Scielo, the US National Library of Medicine (PubMed) bibliographic database, the ScienceDirect and ResearchGate
platform, and the Open Access Scientific Repositories of Portugal (RCAAP), having obtained 136 publications for review in
which predominant scientific literature (n=114). Nursing is the health area with more publications. Regarding the design
of emotional labour were identified three areas of focus: autofocus; client, professional and relationship focus; and client
focus. There are significant gaps in qualitative and quantitative research, including mix studies, in all groups of health
professionals in the community context, and as well as in conceptual models and clinical studies of emotional labour.
KeyWords
Emotions, Emotional Labour, Professional Health Groups, Healthcare, Scoping Review