Vol. 19 N.º 2 (2015): Revista Científica Pensar Enfermagem
Artigos originais

Percursos e desafios de uma investigação sobre a história da profissão de Enfermagem em Portugal (séc. XIX-XX)

Helena Silva
Professora, Université Le Havre, PhD

Publicado 30-12-2015

Palavras-chave

  • História da Profissão de Enfermagem,
  • Hospital Geral de Santo António,
  • Evolução da Enfermagem em Portugal,
  • Formação em Enfermagem,
  • Sindicatos e Associações de Enfermeiros

Como Citar

Silva, H. (2015). Percursos e desafios de uma investigação sobre a história da profissão de Enfermagem em Portugal (séc. XIX-XX). Pensar Enfermagem - Revista Científica | Journal of Nursing, 19(2), 68–84. Obtido de https://pensarenfermagem.esel.pt/index.php/esel/article/view/109

Resumo

A enfermagem nem sempre foi considerada como uma profissão e a passagem de um ofício a uma profissão reconhecida socialmente foi um processo lento. Pretende-se assim dar a conhecer a evolução da enfermagem em Portugal nos séculos XIX e XX, e salientar as caraterísticas originais no processo histórico de profissionalização, apesar das influências francesa e britânica. Este processo contou com a criação de uma formação específica e de um diploma oficial. Paralelamente assistiu-se à constituição de um grupo de profissionais organizados em sindicatos e associações, que publicava diversos periódicos e contribuía para a evolução da profissão. Analisaremos ainda a evolução da profissão de enfermagem no caso específico do Hospital Geral de Santo António, no Porto. Realizamos uma análise qualitativa e quantitativa de um vasto conjunto de fontes primárias provenientes de diferentes arquivos, bem como várias entrevistas a profissionais de enfermagem reformados. Utilizamos também uma bibliografia diversificada sobre a história da profissão de enfermagem em França e no Reino Unido para efetuar assim comparações com o caso português.

Downloads

Não há dados estatísticos.