Vol. 20 N.º 1 (2016): Revista Científica Pensar Enfermagem
Artigos originais

Envelhecer com saúde: promoção de estilos de vida saudáveis no Baixo Alentejo

Ana Sobral Canhestro
Professora Adjunta no Instituto Politécnico de Beja, Enfermeira Especialista em Enfermagem Comunitária, Mestre em Intervenção Sócio Organizacional na Saúde, Doutoranda em Enfermagem na Universidade de Lisboa
Marta Lima Basto
Enfermeira, Doutora em Psicologia Social, Investigadora da UI&DE, Escola Superior de Enfermagem de Lisboa

Publicado 07-08-2016

Palavras-chave

  • promoção da saúde,
  • estilos de vida saudáveis,
  • envelhecimento saudável,
  • intervenções,
  • cuidados de enfermagem

Como Citar

Sobral Canhestro, A., & Lima Basto, M. (2016). Envelhecer com saúde: promoção de estilos de vida saudáveis no Baixo Alentejo. Pensar Enfermagem - Revista Científica | Journal of Nursing, 20(1), 27–51. Obtido de https://pensarenfermagem.esel.pt/index.php/esel/article/view/113

Resumo

Objetivos: Este estudo teve como objetivos: Analisar as atividades e projetos de promoção de estilos de vida saudáveis, realizadas no Baixo Alentejo; Compreender, na perspetiva dos profissionais de saúde dos Cuidados de Saúde Primários e de representantes dos municípios, os fatores que influenciam o desenvolvimento dessas atividades e projetos de promoção de estilos de vida saudáveis.

Metodologia: Foi realizado um estudo exploratório e descritivo, com recurso a uma metodologia de natureza qualitativa, numa amostra não probabilística constituída por catorze profissionais com um papel chave no desenvolvimento de intervenções de promoção de estilos de vida saudáveis. Utilizaram-se entrevistas semiestruturadas e realizou-se análise qualitativa de conteúdo.

Resultados: Apresentam-se os resultados da análise preliminar onde emergiram cinco categorias: 1. Intervenções de promoção de estilos de vida saudáveis; 2. Eficácia das intervenções na adoção de estilos de vida saudáveis; 3. Fatores que influenciam as intervenções de promoção de estilos de vida saudáveis; 4. Ambiente facilitador de escolhas saudáveis; e 5. Papel do Enfermeiro na promoção de estilos de vida saudáveis.

Conclusão: A maioria das intervenções promotoras de estilos de vida saudáveis, no Baixo Alentejo, são dirigidas a crianças e idosos e surgem por iniciativa dos profissionais de saúde tendo também os municípios um papel ativo nesse domínio. Foi descrito um conjunto de parcerias interprofissionais e intersectoriais, principalmente iniciadas pelas equipas dos Cuidados de Saúde Primários. Os municípios e outras organizações também procuram o setor de saúde como um parceiro preferencial para as intervenções de promoção da saúde. A participação ativa dos cidadãos é uma das estratégias mais mencionadas para aumentar a eficácia das intervenções de promoção de estilos de vida saudáveis. No entanto, são identificadas dificuldades e uma ausência de cultura de participação individual e coletiva na população. No que respeita aos fatores que influenciam o desenvolvimento de intervenções de promoção de estilos de vida saudáveis, os dados revelam que estes podem estar relacionados com os participantes, com os profissionais, com a intervenção ou com as organizações. O papel dos enfermeiros surge evidenciado pelos entrevistados, que reconhecem que os enfermeiros desempenham um papel chave no desenvolvimento de intervenções de promoção de estilos de vida saudáveis.

Downloads

Não há dados estatísticos.