Vol. 24 N.º 2 (2020): Revista Científica Pensar Enfermagem
Artigos de revisão

Turnover em enfermagem: revisão scoping

Susana Isabel Rodrigues de Sul
RN, MSc, Centro Hospitalar de Lisboa Central, Lisboa, Portugal. Unidade de Investigação e Desenvolvimento em Enfermagem (UI&DE), Escola Superior de Enfermagem de Lisboa, Portugal.
Pedro Ricardo Martins Bernardes Lucas
RN, MSc, PhD, Unidade de Investigação e Desenvolvimento em Enfermagem (UI&DE), Escola Superior de Enfermagem de Lisboa, Portugal.

Publicado 15-07-2021

Palavras-chave

  • Ambiente de trabalho,
  • Enfermagem,
  • Reorganização de Recursos Humanos,
  • Revisão

Como Citar

Rodrigues de Sul, S. I., & Martins Bernardes Lucas, P. R. (2021). Turnover em enfermagem: revisão scoping. Pensar Enfermagem - Revista Científica | Journal of Nursing, 24(2), 29–42. Obtido de https://pensarenfermagem.esel.pt/index.php/esel/article/view/172

Resumo

Introdução: O fenómeno de Turnover é um problema atual que necessita de ser analisado por forma a promover a sensibilização e encontrar estratégias de promoção de retenção. A presente revisão scoping tem por objetivo mapear a evidência científica relativa às principais causas e consequências do fenómeno de turnover em enfermeiros a exercerem funções em instituições de saúde. Método de Revisão sistemática: Através da metodologia do The Joanna Briggs Institute para revisões scoping (2015), foi realizada uma pesquisa na MEDLINE e CINAHL e em três outras bases de dados. Foram selecionados artigos escritos em inglês e português, provenientes do contexto Europeu e Norte-Americano, no período compreendido entre 2008 e 2018. Apresentação de resultados: Um total de 136 artigos foram identificados e 38 considerados elegíveis para análise. Interpretação de Resultados: As causas potenciadoras de turnover são de três ordens distintas: pessoais, relacionais e organizacionais. As consequências afetam diretamente os enfermeiros e os utentes, ainda assim, o principal foco prende-se com os custos económicos e financeiros sentidos pelas organizações. Conclusão: É necessário mais estudos que se debrucem sobre o papel do enfermeiro gestor no evitar deste fenómeno, bem como na promoção de ambientes de trabalho positivos.

Downloads

Não há dados estatísticos.