Vol. 25 N.º 2 (2021): Revista Científica Pensar Enfermagem
Artigos originais

Promoção da saúde dos adolescentes no âmbito da educação sexual: um projeto de intervenção comunitária

Vanessa Ermitão
Mestrado em Enfermagem na Área de Especialização em Enfermagem Comunitária, Enfermeira no Hospital Garcia de Orta.
Maria do Céu Gonçalves
Mestrado em Saúde Comunitária e Saúde, Enfermeira Gestora no ACES Almada/Seixal.
Andreia Costa
Doutoramento, Coordenadora do Centro de Investigação, Inovação e Desenvolvimento em Enfermagem de Lisboa (CIDNUR), Professora Coordenadora na Escola Superior de Enfermagem de Lisboa.

Publicado 20-04-2022

Palavras-chave

  • Promoção da Saúde,
  • Adolescente,
  • Enfermagem em Saúde Comunitária,
  • Educação Sexual,
  • Escola

Como Citar

Ermitão, V., Gonçalves, M. do C., & Costa, A. (2022). Promoção da saúde dos adolescentes no âmbito da educação sexual: um projeto de intervenção comunitária. Pensar Enfermagem - Revista Científica | Journal of Nursing, 25(2), 91–102. Obtido de https://pensarenfermagem.esel.pt/index.php/esel/article/view/188

Resumo

Introdução: A adolescência é uma fase da vida marcada por rápidas mudanças desenvolvimentais e, por isso, um período crucial para aumentar as capacidades para comportamentos de promoção de saúde.

No âmbito da educação sexual e afetiva, o enfermeiro pode desempenhar um papel relevante na promoção da saúde dos adolescentes, contribuindo para os conhecimentos e atitudes dos mesmos, acerca da sexualidade.

Objetivo: O objetivo geral do projeto foi contribuir para o aumento do conhecimento sobre sexualidade, de adolescentes do 9º ano de escolaridade de uma escola da área de intervenção de uma Unidade de Cuidados na Comunidade (UCC) do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Almada/Seixal.

Método: O projeto foi desenvolvido seguindo as fases da Metodologia do Planeamento em Saúde. O diagnóstico de situação foi realizado com recurso ao Questionário Perceção dos Alunos acerca da Educação Sexual. A amostra, obtida de forma não probabilística por conveniência, foi constituída por 16 adolescentes. O projeto foi sustentado pelo referencial teórico do Modelo de Promoção de Saúde de Nola Pender.

Resultados e discussão: O diagnóstico de situação revelou conhecimento sobre a saúde comprometido e comportamento de procura de saúde comprometido. De modo a resolver os  problemas de saúde prioritários, recorreu-se à educação para a saúde, como estratégia. Após a intervenção, mais de 80% dos estudantes responderam corretamente às questões sobre a temática, cerca de 72% dos estudantes identificaram dois comportamentos sexuais de risco, e 53% dos estudantes privilegiaram os profissionais de saúde como fontes de informação em assuntos relacionados com a sexualidade.

Conclusões: Este projeto, alicerçado na Metodologia do Planeamento em Saúde e no Modelo de Promoção da Saúde de Nola Pender, permitiu contribuir para o conhecimento dos adolescentes, no âmbito da educação sexual, através da intervenção de enfermagem em contexto comunitário.

Downloads

Não há dados estatísticos.