Vol. 14 N.º 2 (2010): Revista Científica Pensar Enfermagem
Artigos originais

De Husserl a Ricoeur: um percurso metodológico aplicado à investigação em enfermagem: as propostas fenomenológico-hermenêuticas de Alexander e de Lindseth & Norberg

Joaquim Paulo Oliveira
Escola Superior de Enfermagem de Lisboa
Maria Antónia Rebelo Botelho
Escola Superior de Enfermagem de Lisboa

Publicado 30-12-2010

Palavras-chave

  • investigação em enfermagem,
  • fenomenologia,
  • hermenêutica,
  • método,
  • Paul Ricoeur

Como Citar

Oliveira, J. P. ., & Rebelo Botelho, M. A. . (2010). De Husserl a Ricoeur: um percurso metodológico aplicado à investigação em enfermagem: as propostas fenomenológico-hermenêuticas de Alexander e de Lindseth & Norberg. Pensar Enfermagem - Revista Científica | Journal of Nursing, 14(2), 19–29. Obtido de https://pensarenfermagem.esel.pt/index.php/esel/article/view/42

Resumo

A abordagem fenomenológica tem assumido uma posição cada vez mais significativa na investigação em Enfermagem. No entanto o termo Fenomenologia e, sobretudo, a sua utilização no contexto acima referido, não se encontra isento de uma certa confusão relativamente à sua natureza e aplicação.

Este artigo surge no âmbito do desenvolvimento da tese de doutoramento em enfermagem e visa contribuir para a clarificação e sistematização das principais ideias e conceitos subjacentes a esta filosofia, uma vez que delas decorre o fundamento e enquadramento dos métodos - fenomenológicos - utilizados na investigação em Enfermagem.

Neste sentido propomo-nos, no diálogo com o pensamento de Husserl, Heidegger e Ricoeur, percorrer o caminho que indo da explicitação à interpretação da experiência vivida permita enquadrar os métodos de análise propostos por Alexander (1991) e por Lindseth & Norberg (2004), ambos inspirados na Teoria de Interpretação desenvolvida pelo filósofo Paul Ricoeur.

Downloads

Não há dados estatísticos.