Vol. 17 N.º 1 (2013): Revista Científica Pensar Enfermagem
Artigos de revisão

Cuidados em fim de vida em lares de idosos: revisão sistemática da literatura

Ângela Sofia Lopes Simões
RN, MSc, Enfermeira Especialista, Hospital Amato Lusitano

Publicado 03-07-2013

Palavras-chave

  • cuidados de fim de vida,
  • cuidados paliativos,
  • lar de idosos

Como Citar

Lopes Simões, Ângela S. (2013). Cuidados em fim de vida em lares de idosos: revisão sistemática da literatura. Pensar Enfermagem - Revista Científica | Journal of Nursing, 17(1), 31–61. Obtido de https://pensarenfermagem.esel.pt/index.php/esel/article/view/76

Resumo

A possibilidade da morte, para os residentes de lares de idosos, ocorrer dentro das instalações é elevada, e a maioria, se não todos os cuidados de fim de vida são prestados aí, sendo por isso fundamental a aplicação da filosofia dos cuidados paliativos.

Objetivo: Conhecer a natureza dos cuidados em fim de vida em lares de idosos e fatores que dificultam ou facilitam a implementação da filosofia dos cuidados paliativos nestes contextos.

Método: Revisão sistemática da literatura sobre cuidados de fim de vida em lares de idosos entre 2002 e 2012 nas bases de dados consultadas. O protocolo de investigação construído permitiu selecionar 19 trabalhos que constituíram o corpus da análise.

Resultados: através de um processo de meta-agregação, os resultados foram agregados com base na similaridade de sentido, num total de 12 categorias relacionadas com a natureza dos cuidados em fim de vida em lares de idosos: identificação da aproximação da morte; cuidados holísticos, individualizados e contínuos; planeamento antecipado; uso adequado de tratamentos; controlo de sintomas; trabalho em equipa; comunicação adequada; sem transferências precipitadas; boa relação com a família; respeito pela
personalidade e história de vida; incluir a experiencia de morte; não morrer sozinho. Descrevem-se também os fatores que facilitam (relacionamento próximo com o residente, relação de continuidade, num ambiente seguro e “caseiro” em que morte é vivida com naturalidade) ou dificultam os cuidados em fim de vida, relacionados com os residentes, com os profissionais, com os cuidados e com o próprio lar de idosos como instituição.

Conclusões: Através da análise e interpretação dos resultados entendemos que a natureza dos cuidados em fim de vida em lares de idosos é complexa e multifatorial relacionada com os residentes, equipa de cuidados, família e o próprio contexto onde se desenrolam os cuidados.

Downloads

Não há dados estatísticos.