Vol. 22 N.º 1 (2018): Revista Científica Pensar Enfermagem
Artigos originais

Serviço policial e Direito da Saúde

Nuno Caetano Lopes de Barros Poiares
Professor Auxiliar (ISCPSI) e Professor Adjunto (IPB) Doutorado em Sociologia do Direito, mestre em Sociologia e licenciado em Direito e em Ciências Policiais, ICPOL – Centro de Investigação do Instituto Superior de Ciências Policiais e Segurança Interna, Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Beja

Publicado 28-11-2018

Palavras-chave

  • serviço policial,
  • direito da saúde mental,
  • anomalia psíquica grave,
  • internamento compulsivo,
  • internamento de urgência

Como Citar

Lopes de Barros Poiares, N. C. (2018). Serviço policial e Direito da Saúde. Pensar Enfermagem - Revista Científica | Journal of Nursing, 22(1), 75–84. Obtido de https://pensarenfermagem.esel.pt/index.php/esel/article/view/145

Resumo

No presente artigo o autor propõe uma análise às atribuições da Polícia, enquanto parceiro privilegiado no quadro da saúde mental no ordenamento jurídico português, maxime no universo do internamento compulsivo, realidade particularmente sensível que afeta milhões de pessoas no mundo; e cujos procedimentos operacionais deverão ser do domínio dos profissionais de enfermagem, atores essenciais nesta área de intervenção.

Downloads

Não há dados estatísticos.